sexta-feira, 20 de abril de 2007

Tédio


Tédio
Biquini Cavadão
Sabe esses dias em que horas dizem nada
E você nem troca o pijama, preferia estar na cama
Um dia, a monotonia tomou conta de mim
É o tédio, cortando os meus programas, esperando o meu
fim
Sentado no meu quarto
O tempo voa   
Lá fora a vida passa
E eu aqui a toa
Eu já tentei de tudo
Mas não tenho remédio
Pra livrar-me deste tédio
Vejo um programa que não me satisfaz
Leio o jornal que é de ontem, pois pra mim tanto faz
Já tive esse problema, sei que o tédio é sempre assim
Se tudo piorar, não sei do que sou capaz
Sentado no meu quarto
O tempo voa   
Lá fora a vida passa
E eu aqui a toa
Eu já tentei de tudo
Mas não tenho remédio
Pra livrar-me deste tédio
Vejo um programa que não me satisfaz
Leio o jornal que é de ontem, pois pra mim tanto faz
Já tive esse problema, sei que o tédio é sempre assim
Se tudo piorar, não sei do que sou capaz
Sentado no meu quarto
O tempo voa   
Lá fora a vida passa
E eu aqui a toa
Eu já tentei de tudo
Mas não tenho remédio
Pra livrar-me deste tédio
Tédio, não tenho um programa
Tédio, esse é o meu drama
O que corrói é o tédio
Um dia, eu fico sério
Me atiro deste prédio.

http://vagalume.uol.com.br/biquini-cavadao/tedio.html

@>--,-- @>--,-- @>--,-- @>--,-- @>--,-- @>--,-- @>--,-- @>--,-- 

Então é isso. Mais uma semana se escoou e o que nos resta? pensar sobre o cíclico, assitir à TV, ir visitar alguns familiares ou ser por eles ou por amigos visitados.

E, caso não se tenha nada para se ocupar o tempo, o TÉDIO chega junto, arruma um cantinho confortável para ele mesmo e se esparrama bem ....  inconvenientemente alheio a qualquer mal-estar quew esteja ocasionando. Nãããão... é você quem tem que se levantar, dar um jeito só seu e expulsar esse folgado marmotoso de sua casa. De preferência, a vassouradas. De uma forma que tão cedo ele não se anime a visitá-lo novamente em sua residência e querendo vir, entrando, se alojando como  se viesse para morar definitivamente.

Tédio é o visitante incômodo que nos espreita a ver se encontra uma brecha para se instalar em nosso lar. E se não se tomar cuidado... vixe!! acaba-se acostumando com a presença inexorável dele, quase como se tivêssemos nascido irmãos siameses.Eu e o meu tédio. Você e o seu tédio. Ele e o seu tédio.E não conjuguemos o "ter tédio" no plural, porque os gramáticos não entendem nada de tédio; tédio não gosta de muita companhia, tédio ama a solidão.

De preferência, o tédio chega e absorve, tal qual um vampiro enérgetico, alguém. Muitas vezes, uns desistem de conviver com ele, indo para além dos jardins da vida, e deixam o tédio sozinho nesta vida, Só e livre para procurar uma nova vítima.

@>--,-- @>--,-- @>--,-- @>--,-- @>--,-- @>--,-- @>--,-- @>--,--

Nenhum comentário: