terça-feira, 1 de maio de 2007

Toda a Graça de Almada


Alma de minha vida,
poesia de minh'alma,
Graça de poesia,
Almada-mulher.

Cidade encanto
palavra plena d'alma
o Tejo a banhar-te
a poesia a inundar-te

Graça menina a andar-te
Graça poesia a cantar-te
Graça mulher a amar-te.

Feliz cidade! -
que te transformas
em poesia à Graça
e, em graça, resplandeces.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Graça Maciel é uma poetisa que nos illumina. Além de ser essa encantadora cantora na cidade de Almada, paradisíaco lugar banhado pelo Tejo, é alguém cuja delicadeza transpôs a distância em pixels e me deixou um alento que me ajudou a superar essa gripe horrorosa.

Obrigada, Graça! (ah! e desculpas mil pela poesiazinha de pés quebrados, mas tu vais entender que ainda estou a me recuperar, certo?).

Versos plenos para ti, sempre!

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Veja:
blogue da Graça: Inflorescências
blogue: O homem que gostava de mulheres:

2 comentários:

GMaciel disse...

Glup!!!
Fiquei assim, sem jeito nem palavras depois do que te li.
Muito, muito obrigada, Papel de Arte, não sou tudo o que dizes, e bem gostaria, mas obrigada por pensares assim.
beijos grandes

Tetê Macambira / Papel de Arte disse...

Linda! Só lastimo, GRaça, não ter conseguido colocar o que me ia cá dentro.
Mas, se ainda assim, gostaste... q bom! bj!