sábado, 23 de junho de 2007

Só uma palavrinha:


Desejando que todos vocês tenham um fim de semana fabuloso e que realmente aproveitem!

Até o início de julho! terei que descansar neste fim de semana para agüentar o tranco final de antes das férias.

Thinking Blogger Award


Se Graça Maciel se achou uma "besta", uma "loura na informática", por não entender que o Thinking Blogger Award era uma brincadeira de passa e repassa, eu sou uma lesma, uma tartaruga manca, uma preguiça com dor de barriga, já que só estou a responder agora.

Pelo que me consta, o Thinking Blogger Award foi idealizado por Madalena, uma menina que mora em Leiria, de 10 anos de idade. Consiste no seguinte: cada selecionado escolherá, por vez, outros cinco blogues que ache superinteressantes. Não poderá constar, dessa lista, o nome daquele ou daquela que o indicou. (Mau...., isso elimina o Inflorescências, da Graça Maciel. :/ )

Justificativa não muito justificável para o meu atraso: quando fui selecionada por Graça M., acabara de ingressar no blogue e ainda não havia invadido os blogues alheios. Encontrei o Inflorescências por puro e fortuito acaso.

Mas, vamos às minhas escolhas, ainda que tardia:

01 - Uppers and Downers
O blogue da Debbie Alves é co-responsável por eu ter feito o meu; afinal, os textos que ela escreve e expõe aqui são ou hilários ou extremamente ternos. Adoro o jeito como ela escreve, informal, mas pontuado por um bom vocabulário, traduzindo as mazelas do cotidiano de qualquer jovem neste mundo de hoje.

02 - Pedra e Fome
Antônio Filho se manteve fiel ao seu discipulado de Francisco de Carvalho e João Cabral de Melo Neto. A dureza da pedra e a linguagem cinematográfia de Oswald de Andrade se mesclam em textos poéticos, carregados de um lirismo nada "meloso", antes pelo contrário, chega quase a ser brutal. Reminiscênias, ensaios rápidos, poesias, textos que nos carregam numa velocidade pelo mundo e pela noite.

03 - Fragmentos
Hannah Abrãao. Mulher de poucas e decididas palavras. Leveza e rapidez mescladas na dose certa. Paixão. Fogo. Mulher.


04 - Cabaret Veludo
Apesar do tom extremamente confessional, Wagner extrapola a si mesmo e abre o confessionário alheio; exposição de medos, angústias, terrores, prazeres secretos são a tônica dessa enxurrada poética que são muito bem definidos pelo título do blogue, quase um livro aberto a todos os leitores de bom gosto.

05 - Entre os Olhos
Mamãe, quando eu crescer, quero escrever igual ao tio Billy. Hehehehe.... Lenildo nos presenteia com vários e sucessivos "murros na boca do estômago" com seus micro textos, verdadeiras pílulas da violência contida em cada ser humano. Lê-lo é ter noção do diabinho querendo saltitar para fora de nós mesmos sempre que somos contrariados no dia-a-dia.


DEMOROU!!!!!!!!!!!!!!!! Agora, fica com meus amigos bloguísticos a responsa de indicarem outros cinco.

Até a próxima!

quinta-feira, 14 de junho de 2007

Dormir é muuuuuuuito bom....



Sofro de insônia desde os meus 7 anos de idade. Aos 17, pensava ter resolvido ao ler o famoso livro "Como Evitar Preocupações e começar a Viver", do primeiro grande autor de livros de auto-ajuda, Dale Carnegie. Realmente, as técnicas dele de auto-sugestão e relaxamento me levaram ao sono durante alguns anos.

Mas acabou. Meu corpo criou resistência a esse método.

Minhas férias estão a chegar. Não dou cinco dias para que meu corpo resolva - por si só - trocar a noite e a madrugada pela manhã ou mesmo pela tarde.

Alguns chamam isso de relógio biológico. Não sei do que se trata, só sei que já tentei de todo jeito sentar-me ao computador à tarde no intuito de trabalhar um bocado em casa... quando simplesmente despenco de sono. Tenho que desligar o T1 às pressas a fim de correr para os lençóis murmurantes (sim, eles insidiosamente murmuram convidativa e irresistivelmente meu nome cada vez que passo pelo quarto às tardes...).

Resultado: trabalho noite e madrugada adentro acordada como uma coruja e quando chega de manhã.... a vontade de jogar o despertador no outro lado do quarto é devastadora.


Cometi desatinos: dormir às quatro para acordar às cinco e meia. Ou: virar a noite toda acordada e ir trabalhar na manhã seguinte. Interessante - a maioria das vezes dá certo, não sinto sono pela manhã. O mal é se no dia tenho que cumprir horário na manhã... e na tarde também. Aí, neguinho, é caixão preto, vela de 7 dias e uma coroa de flores. Tiau!

Bem, com tudo isso... amanhã terei que acordar às sete horas da manhã, o relógio já marca 1 hora da manhã e eu me encontro em plena efervescência criativa. As questões a serem elaboradas parecem pulular em minha mente subitamente desperta de vez.

Mas, deixem-me ir, por favor! Controle. Eu controlo a minha vida. Eu sou dona da situação. (se eu disser isso muitas vezes, poderei acabar acreditando, né? Auto sugestão pode fazer milagres).

Sem falar que estou atrasando quase o meu andamento do serviço. Organização. Programação. Agenda! - palavrinhas fáceis e que podem facilitar no cotidiano. Mas incluí-las no cardápio do dia não parece ser a minha linha particular. Meu horário se faz por si só.

Mas agora eu vou. Juro. Não vou contar mais nenhuma de insônia. Nem de sonambulismo.

Falando em sonambulismo.... que coisa estranha é essa que ataca a gente quando menos esperamos?

Tá, tá, tá... entendi. Para a pŕoxima. claro. Tens razão. OK!

Fui!

quarta-feira, 6 de junho de 2007

Até a manhã





Amanhã é feriado.
Esperando por esse dia como se fosse minha própria salvação.

Amanhã chegará.
De manhã.... não sei.
é feriado....

Cansada.
Até a manhã.


&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&


Bom feriado a todos!